quinta-feira, 8 de março de 2012



Eu só acho que todos aqueles que um dia disseram "como é que vou dar aos outros se nem para mim tenho?"deviam ter vergonha.
Nascessem eles na terra em que mais tarde, se tivessem forças, brincariam.
Comessem eles um bocado do pão que seria dividido pela família inteira e que por mais pequeno que fosse mais tarde, por ele matariam.
Chorassem eles o medo da guerra na qual mais tarde morreriam.
Gritassem eles as dores que mais tarde as noites de sono lhes tirariam.
Cantassem eles o que aquelas pessoas cantam mesmo sabendo que, mais tarde, por maus momentos passariam.
Andassem eles o que aqueles pequenos "coitados" andam mesmo sabendo que mais tarde muitas feridas lhes dariam.
Aprendessem eles os ensinamentos que os menos afortunados aprendem sentados numa pedra e que mais tarde de muito lhes serviriam.
Sobrevivessem eles ao que aquelas crianças sobreviveram p
ara poderem dizer, se a voz assim o permitir,"eu passei por tudo isto, eu só quero comer".

2 comentários:

Maria Inês Rodrigues disse...

Oláá! Gostei muito do teu blog, do teu design e da maneira como te expressas. Gostava muito que passasses pelo meu e deixasses a tua opinião. Se gostasses e seguisses era óptimo. Beijinhos e resto de boa semana.
voltar-ao-inicio.blogspot.pt

Lara disse...

quanto mais temos mais queremos, quanto menos temos mais damos, é uma realidade